Apneia do sono

Apneia do sono: o que é, causas e sintomas

Dormir bem e ter um sono revigorante são algumas das principais formas de vivermos uma vida com qualidade. Porém, como resultado de patologias, ansiedade e da correria do dia-a-dia, os distúrbios do sono têm se tornado cada vez mais frequentes. Dessa forma, a apneia do sono está entre os distúrbios mais comuns.

O que é a apneia do sono?

É um distúrbio grave que afeta a qualidade do sono do paciente. Isso acontece como consequência de falhas na respiração, ainda que por poucos segundos, porém por diversas vezes durante a noite. Essas pequenas interrupções na respiração provocam, então, a diminuição da concentração de oxigênio no sangue.

Quando isso acontece, o sistema nervoso precisa trabalhar com mais intensidade, elevando o ritmo dos batimentos cardíacos e, dessa forma, estimulando a contração dos vasos sanguíneos. A recorrência desse quadro pode fazer com o que o paciente desenvolva hipertensão arterial e arritmia cardíaca.

Além disso, a apneia do sono também pode favorecer o acúmulo de gordura abdominal e aumentar a resistência do organismo à insulina, facilitando o surgimento do quadro de diabetes tipo 2.

O que causa a apneia do sono?

Esse distúrbio pode ser dividido em dois tipos: a apneia obstrutiva do sono e a apneia do sono central. Os casos mais recorrentes são do tipo obstrutivo e ocorrem quando os músculos da garganta relaxam, durante o sono, fazendo com que, logo após, as vias respiratórias se fechem.

Nesses casos, a principal razão é a obstrução do canal respiratório. Contudo, outras situações também podem acarretar nesse distúrbio. Dentre elas, podemos citar a obesidade, o aumento das amígdalas, da circunferência do pescoço e alterações no crânio.

A apneia central do sono pode ocorrer após o paciente sofrer com alguma lesão cerebral que tenha afetado sua capacidade de controlar o esforço respiratório durante o sono. As causas mais recorrentes, nesses casos, são tumores cerebrais, acidente vascular cerebral (AVC) ou doenças degenerativas do cérebro.

Pacientes com amigdalite, ou tumores ou pólipos na região nasal podem apresentar quadros temporários de apneia.

Quais são os sintomas?

A apneia do sono é marcada pela quantidade de sintomas que promove, facilitando o seu diagnóstico. Os dez principais sinais de que o paciente sofre com esse distúrbio do sono são:

  1. Roncar ao dormir;
  2. Acordar várias vezes à noite;
  3. Sofrer com paradas respiratórias ou sensação de sufocamento durante o sono;
  4. Apresentar muito cansaço e sono ao longo do dia;
  5. Acordar com vontade excessiva de urinar ou perder urina enquanto dorme.
  6. Dor de cabeça ao acordar;
  7. Baixo rendimento escolar ou profissional;
  8. Dificuldade de concentração e memorização;
  9. Aumento da irritabilidade;
  10. Sinais de impotência sexual.

A apneia do sono é uma patologia que acomete, principalmente, as pessoas acima da faixa dos 50 anos de idade. Esses sintomas podem variar de acordo com a gravidade do quadro.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho com otorrinolaringologia em São Paulo!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe